Perca peso com quem entende do assunto: o magro

Pessoal, no ultimo artigo falei um pouco sobre a obesidade, emagrecimento saudável e um pouco da forma como o gordinho pensa, sente e se comporta.

Hoje vamos pro outro extremo: o que é e como é ser magro.

Conheço magrinho que come feito pedreiro: é aquela montanha em cima do prato, e escondido lá atrás está o cara! Qual o segredo?

Magreza é sinal de pressa. Todo magro (estamos aqui mencionando os extremos) tem o metabolismo acelerado. São pessoas ágeis e independentes.

São rápidos, resultando em muitas características relacionadas:

Capacidade de aprender novas informações rapidamente – sendo logo esquecidas – portanto sofre de má memória em longo prazo;

Atividade incessante: estão sempre fazendo algo, não sabem ficar parados. É comum ouvir os magrinhos dizendo que estão trabalhando muito – mas quando observamos de longe, percebemos que ele está rendendo pouco! Na sua mente está tudo pronto, mas existe dificuldade para materializar suas realizações.

Ações compulsivas: como ele não perde tempo pra tomar uma decisão, algumas vezes entra por caminhos errados por falta de análise. Enquanto o gordinho está analisando os prós e contras de algo (e buscando a melhor maneira de não se cansar), o magro já foi e está de volta. Não perde tempo porque tempo é o que ele menos tem.

Mudanças de humor (e de opinião) intensos, vai rapidamente de 8 a 80. Isso gera inconstância e dificuldade para terminar aquilo que começa.

Pensamentos rápidos e dispersivos, resultando algumas vezes em pensamentos obsessivos e rapidez ao falar (outro reflexo da mente).

Por serem muito aéreos, tem grande capacidade de abstração, boa imaginação e criatividade.

Tende a impaciência (porque os demais são muito lentos pra ele). Como está sempre com pressa, fica pouco no presente e passa a viver o futuro, sendo portanto as maiores vítimas da ansiedade e do medo.

Por serem detentores de boa imaginação, também são vítimas de pesadelos e insônia – novamente causados pelo medo, a raiz da ansiedade. Isso faz com que o magro tenha os rins, o órgão do medo, sobrecarregados e mais sensíveis do que a média.

Costuma ter um relacionamento equilibrado com os pais – mesmo saindo de casa em cedo.

Agora que você percebeu os prós e contras da magreza (note, novamente, que os excessos é que prejudicam) vamos ao comparativo: que lições o obeso pode tirar do modo de ser do magro?

O gordinho foi criado “para a mãe” (como uma forma de suprir suas próprias carências); o magro, “para o mundo” – e por isso não esperam que façam por ele, ele vai e faz.

O obeso tende a esperar que façam por ele; o magro vai e faz.

Vou dar 2 exemplos:

  • Durante um curso de EFT, uma das alunas voluntárias teve uma crise de choro durante a aplicação. Antes que eu falasse qualquer coisa, outra aluna (sim, magrinha!), já estava do meu lado com um lenço na mão;
  • Semana passada eu estava com um amigo sentado na mesa conosco na hora do café. O bolo estava bem na sua frente, mas ele sem a menor cerimônia: “corta um pedaço pra mim?”.  Pois é, ganha um prêmio quem acertar o tamanho dele!

O obeso espera ganhar as coisas porque foi assim que sua mãe lhe ensinou (lembra da tal da superproteção?): ela fazia tudo por ele, porque não acreditar que será sempre assim?

O magro aprendeu desde cedo que tinha que fazer sozinho e na hora.

Essa é a grande diferença: fora temos o reflexo, mas dentro está o segredo. Como nos comportamos hoje é apenas um espelhamento daquilo que aprendemos na infância. Copiamos o comportamento de nossos pais, espelhamos sua forma de ver a vida, e isso forma o nossos padrões e condicionamentos mentais e corporais.

Se você está acima do peso, nem tudo está perdido!

Corpo e mente são reflexos, portanto faça mais e espere menos! Você espera ganhar um bom emprego, está na expectativa de bons relacionamentos ou na torcida para um dia perder peso? Talvez em algum dos muitos aspectos de sua vida você seja sim bastante trabalhador, mas algo dentro de você continua em compasso de espera. Seja crítico consigo mesmo: onde eu posso andar mais rápido?

Além disso, limpeza emocional profunda. Solte suas mágoas, deixe pra trás tudo que é passado, supere suas carências e pare de se comportar feito uma criança que espera que tudo venha até você.

Faça um “regime” nos seus pensamentos e limpe toda sua amargura. Viva tranquilamente e sem se sentir ameaçado. Ame profundamente a todos e você perceberá que, como resposta, receberá mais amor dos outros. Saia desse casulo e participe ativamente do mundo, de peito aberto e acreditando que você está sendo protegido pelas mãos do Grande Pai.

Pare de discutir gratuitamente com as pessoas, pois cada uma delas luta pelas suas razões e você pode sair machucado. Apenas aja com docilidade e poder e não deixe que as diferenças de vida e opiniões o aflijam.

Enquanto você considerar a obesidade como problema hereditário, como um distúrbio emocional ou glandular, descontrole alimentar, etc., ou seja, procurar a solução do lado de fora, não vai conseguir mudanças físicas significantes e duradouras.

E acima de tudo compreenda: não somos vítimas de nossa genética, somos vítimas de nossas crenças!

Siga-me!

Rafael Zen

Eu sou fascinado pelos mistérios e conexões entre o corpo, a mente e a consciência. E o que poderia existir de mais transformador do que o conhecimento de si mesmo?
Siga-me!

Últimos posts por Rafael Zen (exibir todos)

2 thoughts on “Perca peso com quem entende do assunto: o magro

Comente! Sua opinião é importante pra nós!